Saiba superar o término se você ainda adora.

Foi abandonado? Saiba vencer a separação se você ainda ama.

Não há fórmula mágica para enfrentar um rompimento. Contudo, há hipópteses que você deve ter constantemente presente, especialmente se não foi você quem decidiu romper o casamento.

como superar uma separacao

Se quer aprender mais sobre: como superar uma separacao

Divórcio nem sempre significa que o amor teve fim, pelo menos para uma das partes. Os casos de namoros que chegam ao fim com um dos envolvidos se sentindo literalmente amarrado pelo outro são bastante frequentes.

Se identificou? Se a resposta foi certeira, com certeza sua caminhada tem sido extremamente difícil. Enfrentar a ruptura é sinônimo de tristeza, ainda mais porque há muitas lembranças e pessoas que fizeram você pensar nesse relacionamento e no que você está perdendo.

Mas quer saber a boa nova? Vencer é provável. E para ajudar você nesse passo, dividiremos algumas sugestões sobre como enfrentar o fim se ainda há muito sentimento em jogo.

1) Não busque retaliações.

É natural numa cena assim sentir sede de retaliação, ter vontade de fazer com que o outro sinta a mesma dor que você está sentindo. Porém, é de suma importância que entenda que isso não melhora a sua tristeza e que a satisfação que você poderá chegar a sentir é bastante fugaz.

Desejar fazer o outro pagar não contribuiu para uma separação menos traumática. Trate de resistirseus impulsos.

2) Não alimente confusões

Obviamente, manter a paz numa situação assim jamais é fácil. Contudo, é possível, se você ter discernimento de tudo o que está em jogo.

Há muitas memórias e um admiração recíproco que certamente não sobreviverá a um término assinalada por gritos, ofensas, perseguições e ameaças. A decisão de manter a tranquilidade, de não alimentar rancores, no fim das contas é uma forma de zelar da sua autoestima.

3) Dêprazo a dor.

Apesar de ter uma pressão da sociedade para ser feliz e satisfeito o tempo todo, é de suma importância se deixar viver um tempo de sofrimento. Sem isto, será improvável avançar; enfim, você também perderá a brecha de aprender lições de grande valor para a sua vida.

O tempo é o que deixa avaliar com calma tudo aquilo que levou ao fim. Viabilizará ajeitar falhas e reconhecer dias em que você se afastou da sua essência. O tempo ajuda a solidificar o aprendizado pela experiência vivida.

4) Busque seu próprio trilho.

Várias vezes, reflexionar sobre os vínculos que você criou ao longo da relação serve para perceber que, em ótima parte das vezes, eles estão localizados na correlação em si, e não obrigatoriamente no indivíduo.

Ou melhor, não é raro que, no no íntimo, o indivíduo tema mais ficar só do que despossar o parceiro em si. Olhe essa transição como uma oportunidade de reencontrar sua verdadeira motivação, encontrar coisas que você poderia estar fazendo e não está, por acomodação ou desânimo. Reencontre-se e execute um plano mais alinhado com sua vida.

5) Se há dependência, vá atrás de auxílio.

Em casos como estes, é de suma importância reconhecer que romper a etapa sem ajuda especializados muitas vezes é impossível. O apoio da terapia é fundamental para entender aquilo que causou o vício, bem como encontrar formas para impedir que essa situação se repita em namoros futuros.

Se voce deseja conhecer mais sobre:

como superar uma separacao